SEGUIDORES

TV CORRENTES

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Greve dos caminhoneiros causa grave falta de combustível nos postos de Garanhuns e paralisação na BR-423 entra no 2º dia

Uma das consequências direta da paralisação dos caminhoneiros, que ocorre desde segunda em Pernambuco e em todo Brasil, foi a falta de combustíveis nos postos de Garanhuns. 

Desde a manhã de hoje, 23 de maio, o consumidor enfrenta filas nos postos e encontra dificuldades para abastecer. A reportagem do V&C percorreu alguns postos e conversou com os gerentes acerca do problema.  No posto Modelo, a reserva só dá até amanhã. Em um posto no centro de Garanhuns o combustível deve acabar no final da tarde de hoje. O proprietário revelou que tem outro estabelecimento e que lá já não tem mais gasolina. "Geralmente nossa reserva dura quatro dias. Abastecemos sábado e se não chegar os caminhões o combustível só vai dá até o final da tarde", frisou.

Um dono de lotação, em conversa com o blog revelou que tentou abastecer em mais de cinco postos de Garanhuns e não conseguiu. "Se continuar esse movimento vou ter que parar por falta de combustível".  desabafou.


GREVE  DOS CAMINHONEIROS EM GARANHUNS ENTRA NO SEGUNDO DIA
Dezenas de caminhoneiros continuam aglomerados na BR-423, aqui em Garanhuns, em um protesto que começou nesta terça, 22 de maio e não tem data pra acabar. Um dos líderes do movimento revelou que a partir de amanhã não passa mais ônibus nem lotação.  
Protesto dos caminhoneiros 
em Garanhuns entra no 2º dia

Os motoristas colocaram os caminhões no acostamento em uma fila que segue das imediações da Ceaga até  muito depois da saída do município. A pista ainda não está bloqueada, mas a passagem de caminhões não é permitida. O ato em Garanhuns conta com caminhoneiros de Pernambuco e de outros estados. "Muita gente acha que estamos fazendo isso só pra pressionar o Governo a baixar o preço do diesel, mas não é só isso. Queremos também melhorias nas rodovias e um preço menor para o pedágio", disse um caminhoneiro em contato com o V&C. 

Os grevistas estão recebendo doações da população para ajudar na alimentação. Não conseguimos apurar se os caminhões que tinham como destino os postos de Garanhuns estão fazendo parte do protesto ou se estão sendo impedidos de passar pelos pontos de bloqueio. 
Dono de lotação teme ficar sem condições de 
trabalhar por falta de combustível em Garanhuns

 MOTIVO DA PARALISAÇÃO 
Os caminhoneiros protestam contra a disparada do preço do diesel que faz parte da política de preços da Petrobras, em vigor desde julho. Entretanto, a Petrobras anunciou nesta quarta que o preço do diesel deve cair 1,54% nas refinarias. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de cerca de 8% no ano. O valor está acima da inflação acumulada no ano, de 0,92%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Reportagem V&C Garanhuns

MAIS ACESSADAS