terça-feira, 25 de outubro de 2011

ASFALTO ENTRE CORRENTES-PE E CHÃ PRETA-AL RECOMEÇAM SUAS ATIVIDADES.

As obras de construção do asfalto entre Correntes-PE e Chã Preta-AL  foram recomeçadas no perímetro urbano  da cidades , passando pelo  rio Mundaú, onde será construida a ponte que dará acesso a cidade de Chã Preta -AL.




Construção da Ponte sobre o Rio Mundaú

Construção da Ponte sobre o Rio Mundaú





sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Brasil se vinga de Cuba e conquista o ouro do vôlei feminino no Pan

A Seleção Brasileira feminina de vôlei teve que esperar quatro anos, mas enfim se vingou de Cuba pela derrota na final dos Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro, em 2007. Na noite desta quinta-feira, a equipe comandada por José Roberto Guimarães conquistou a medalha de ouro do Pan de Guadalajara, com uma vitória justamente sobre as caribenhas por 3 sets a 2, parciais de 25/15, 21/25, 25/21, 21/25 e 15/10.
O Brasil não conquistava o torneio de vôlei feminino no Pan desde Winnipeg-1999, quando a equipe de Leila, Virna e Elisângela surpreendeu Cuba, campeã olímpica e mundial, por 3 sets a 2 e garantiu o título.
Sergio Barzaghi/Gazeta Press
O bloqueio cubano foi uma das principais dificuldades do Brasil na final do Pan de Guadalajara
O ouro do vôlei feminino foi o 14º do Brasil nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara. O País está na segunda colocação do quadro de medalhas, com 42 (14 ouros, 12 pratas e 16 bronzes), atrás apenas dos Estados Unidos.A maior pontuadora da equipe nacional na noite desta quinta-feira foi Mari, com 16 pontos, seguida por Sheilla, com 15. Apesar da derrota, Cuba teve as duas melhores atacantes da noite: Palacios, com 20 tentos, e Carcases, com 18.
O jogo -A Seleção teve um bom início de partida e logo abriu vantagem sobre Cuba. A equipe forçou o saque em Palacios e aproveitou a deficiência defensiva da atacante cubana para chegar à primeira parada técnica obrigatória com 8 a 3 no placar. O Brasil continuou soberano em quadra e chegou a ter 11 pontos de frente no meio da primeira parcial. Com tranquilidade, administrou a vantagem e fechou com um ataque de categoria de Mari.
O segundo set teve dinâmica mais parecida com a esperada de um confronto de extrema rivalidade e de definição da medalha de ouro do Pan, com ataques potentes dos dois lados e pontos logos. As cubanas acertaram o saque e passaram a atacar com eficiência, chegando ao oitavo ponto com cinco de vantagem sobre o Brasil, para alegria torcida mexicana, que em sua maioria apoiava o país da América Central.
Após a parada técnica, as comandadas de José Roberto Guimarães conseguiram diminuir a diferença e, mesmo com o bloqueio cubano funcionando bem, ficaram com a desvantagem de apenas um ponto. A reação do Brasil animou os mexicanos nas arquibancadas, mas não foi suficiente para uma virada. A segunda parcial acabou com um ataque forte de Cleger.
O equilíbrio da parte final do segundo set permaneceu no seguinte, com as cubanas variando saques táticos e forçados para confundir a defesa brasileira. No ataque, Dani Lins utilizou jogadas de velocidade com Fabiana e bolas na ponta com Sheilla e Mari para ditar o ritmo da partida.
Após abrir vantagem com a alternância dos movimentos ofensivos, a Seleção se desconcentrou quando chegou ao 19º ponto e cometeu uma sequência de erros, deixando Cuba se aproximar no marcador, a poucos pontos do fim da parcial. A pane foi provisória e as brasileiras retomaram o equilíbrio e fecharam a parcial.
O quarto set começou equilibrado e nervoso. Com as duas equipes se alternando na liderança do placar, decisões polêmicas da arbitragem fizeram as jogadoras se exaltarem e reclamarem. A seleção cubana conseguiu abrir vantagem de cinco pontos e fez a torcida mexicana comemorar. Quando o placar apontava 18 a 13 para Cuba, o maior rali do jogo acabou com mais um ponto para as caribenhas. Nem mesmo a boa recuperação do Brasil com o saque de Thaísa foi suficiente para impedir que as campeãs no Rio de Janeiro-2007 fechassem a parcial e levassem a decisão para o tie-break.
As duas equipes forçaram o saque no início do set de desempate, o que gerou erros de ambos os lados. O Brasil conseguiu abrir vantagem de dois pontos com 5 a 3 no placar, graças a um erro de Cleger. Na troca do lado na quadra, a Seleção tinha 8 a 6, o que fez o técnico cubano Juan Carlos Gala pedir tempo.
Em um toque de rede do bloqueio caribenho, a Seleção abriu mais um ponto de vantagem: 10 a 7. A frente no marcador deixou a equipe mais tranquila em quadra e a vitória foi garantida com um ataque de Tandara no corredor.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Kadhafi foi morto em tiroteio após ser capturado, diz governo da Líbia

O ex-ditador líbio Muammar Kadhafimorreu nesta quinta-feira (20) vítima de um tiro na cabeça durante um tiroteio entre seus combatentes e homens fiéis ao novo governo, pouco após sua captura, segundo autoridades do Conselho Nacional de Transição (CNT), o governo provisório da Líbia.
Não houve ordem para matar Kadhafi, disseram eles em entrevista em Trípoli, capital do país.
TV mostra vídeo de Kadhafi subjugado antes de morrer na Líbia (Foto: Reprodução de vídeo)TV mostra vídeo de Kadhafi subjugado antes de morrer na Líbia (Foto: Reprodução de vídeo)
Ataque a comboio
Kadhafi, que tinha 69 anos, foi atacado próximo à sua cidade-natal, Sirte, quando integrava um comboio que tentava fugir da cidade.
O comboio foi parado por um ataque aéreo francês, e depois abordado por tropas do novo governo líbio que estavam em solo.
O premiê líbio, Mahmoud Jibril, citando um laudo pericial, disse que Kadhafi morreu vítima de uma bala na cabeça, durante o fogo cruzado. Segundo ele, não foi possível determinar de onde partiu o tiro.
"Kadhafi foi tirado de uma tubulação", na qual tentou se esconder, descreveu Jibril. "Ele não mostrou resistência. Quando começamos a andar com ele, ele foi atingido por uma bala em seu braço direito, e quando o colocamos na caminhonete ele não tinha outros ferimentos."
Um combatente do novo governo líbio, ouvido pela Reuters, disse que Kadhafi gritou "Não atire! Não atire!" ao ser descoberto na tubulação. Mas não havia confirmação disso.

O coronel estava vivo quando foi tirado do local, mas morreu minutos antes de chegar ao hospital para o qual seria levado na cidade de Misrata, sempre segundo o laudo citado por Jibril.
"Quando o carro se moveu, ele foi atingido no fogo cruzado entre os revolucionários e forças de Kadhafi", continuou Jibril.
Vídeos
Mas imagens feitas por telefone celular durante o ataque mostraram Kadhafi ferido sendo carregado por combatentes e também seu corpo sendo arrastado pelo chão.
Ainda não estava claro o que seria feito do corpo de Kadhafi.
Transição democrática
O CNT -que assumiu o governo do país desde a queda de Kadhafi, no final de agosto -disse que o anúncio da criação de um novo governo transitório e o começo da transição democrática vão ser feitos  no sábado (22) em Benghazi, cidade em que começou a rebelião anti-Kadhafi, em meados de fevereiro.
O conselho também confirmou que Muatassim, um dos filhos de Kadhafi, foi morto e teve seu corpo levado à cidade de Misrata. Mas o governo transitório líbio não confirmou  se outro filho de Kadhafi, Saif al-Isral, foi morto ou capturado vivo. A busca por ele continuava.
Saif é acusado de crimes contra a humanidade pela Corte Penal Internacional, que nesta quinta-feira voltou a insistir para que se entregue e enfrente a Justiça.
Imagem feita por telefone celular e obtida pela France Presse mostra o que seria o momento da captura de Kadhafi próximo a Sirte (Foto: AFP)Imagem feita por telefone celular e obtida pela France Presse mostra o que seria o momento da captura de Kadhafi próximo a Sirte (Foto: AFP)
Tomada de Sirte
A cidade de Sirte, último foco de resistência dos combatentes kadhafistas, foi tomada definitivamente pelos rebeldes nesta quinta, após semanas de cerco e resistência dos combatentes pró-Kadhafi.
A TV Líbia Livre chegou a divulgar que, na ação, haviam sido presos Muatassim, um dos filhos do coronel, além de Mansur Dau e Abdala Senusi, dos serviços de inteligência. Os rebeldes depois confirmaram que Muatassim foi morto em Sirte.
Já o médico Abdu Rauf disse à France Presse que o ex-ministro de Defesa do regime deposto, Abubakr Yunes Jaber, também morreu na ação.
Comemoração
Os rebeldes e a população comemoraram a notícia da captura e, logo depois, da morte de Kadhafi, nas ruas das principais cidades líbias.
Líbios celebram a notícia da captura e da morte de Muammar Kadhafi, nesta quinta-feira (20), em rua da capital, Trípoli (Foto: AFP)Líbios celebram a notícia da morte de Kadhafi, nesta quinta-feira (20), em rua da capital, Trípoli (Foto: AFP)
Repercussão
O presidente dos EUA, Barack Obama, disse que a morte de Kadhafi era o fim de um "capítulo longo e doloroso" da história líbia. O democrata ofereceu ajuda americana na transição do país à democracia.
Em Angola, a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, disse que a morte não deveria ser comemorada, mas que a transição democrática líbia deve ser apoiada.
Desaparecido
Kadhafi, derrubado após a tomada da capital, Trípoli, no fim de agosto, estava desaparecido desde então, e prometia reagir às tropas do CNT, que tenta, com apoio das potências ocidentais, reorganizar o país na transição para a democracia.
Kadhafi era procurado pelo Tribunal Penal Internacional de Haia, da ONU, por crimes contra a humanidade cometidos durante a repressão aos rebeldes.
O CNT havia garantido, em várias ocasiões, que pretendia levar o coronel e seus aliados a julgamento no próprio país.
Guerra civil
Iniciada em meados de fevereiro na cidade de Benghazi, a rebelião contra o ex-ditador colocou a Líbia em uma violenta guerra civil e em crise humanitária, que provocou milhares de mortes.
A repressão da rebelião por forças do governo mataram pelo menos 25 mil pessoas e provocavam crescentes críticas da comunidade internacional, inclusive de ex-aliados do coronel.
Com o apoio aéreo da Otan, obtido por resolução do Conselho de Segurança da ONU, os rebeldes lutaram em várias frentes para tentar derrubar o regime, que resistiu com violência.
Após idas e voltas no campo de batalha, os rebeldes finalmente tomaram a capital, Trípoli, no fim de agosto. Desde então, focos de resistência foram combatidos, principalmente nas cidades de Bani Walid e Sirte.
Desde o fim de agosto Kadhafi estava desaparecido. Mas ele prometia reagir às tropas do CNT, em declarações à imprensa aliada.
O CNT afirmava que só começaria o novo governo transitório após debelar totalmente a resistência kadhafista.
A rebelião contra Kadhafi começou no contexto da chamada Primavera Árabe, série de movimentos pró-democracia que também derrubou governos na Tunísia e no Egito e abala atualmente os regimes ditatoriais no Iêmen e na Síria.

EUA tentam confirmar informações de que Kadafi foi morto ou capturado


Foto: AFP Ampliar
Tirada por celular, suposta imagem de Kadafi foi divulgada após informações desencontradas sobre sua prisão ou morte. Ainda não há confirmação se foto é autêntica
O governo americano afirmou nesta quinta-feira que tenta confirmar informações de que Muamar Kadafi, o líder deposto da Líbia, foi morto ou capturado durante a queda de Sirte, sua cidade natal. A porta-voz Victoria Nuland disse que o Departamento de Estado ainda não foi capaz de confirmar as informações sobre Kadafi.
A informação de que o coronel Kadafi foi capturado foi dada por Mohamed Leith, comandante do Conselho Nacional de Transição (CNT). "Ele foi capturado em sua cidade natal, Sirte. Está muito ferido, mas ainda está respirando." Segundo ele, o líder deposto estava vestindo um uniforme cáqui e um turbante.
O Conselho Militar de Misrata, uma das várias forças de comando revolucionárias, afirmou por sua fez que seus combatentes capturaram o líder deposto. Abdel-Basit Haroun, outro comandante, disse que Kadafi foi morto quando um ataque aéreo atingiu o comboio em que ele tentava fugir, enquanto a TV Al-Jazira disse que ele teria morrido após ter sido ferido em confrontos em Sirte.
Posteriormente, Abdullah Razad, que representa Trípoli no CNT, disse a um serviço de informação da Rússia: "Confirmei há alguns minutos que ele foi morto. É isso. Qual outra confirmação você precisa?"
As informações, porém, ainda não puderam ser confirmadas de forma independente. Algumas autoridades líbias e da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) afirmaram que não podem confirmar os relatos. O porta-voz do governo de transição líbio, Jalal al-Gallal, e seu porta-voz Abdul-Rahman Busin disseram que as informações não podem ser confirmadas. Uma autoridade da Otan também afirmou que a Aliança Atlântica ainda não tem como confirmá-las de forma independente.

Bombardeio da Otan
Apesar disso, a organização militar afirmou que bombardeou dois veículos militares pró-Kadafi nos arredores de Sirte. "Aproximadamente às 8h30 locais, a Otan bombardeou dois veículos pró-Kadafi que faziam parte de um grupo maior manobrando perto de Sirte", disse o porta-voz Roland Lavoie em uma declaração.
O Ministério de Defesa do Reino Unido afirmou que ainda não se sabe se Kadafi estava no comboio. "Foi atingido após informações de que eram as últimas forças pró-Kadafi deixando Sirte", disse um porta-voz.
Informações prévias de morte ou captura de membros de Kadafi provaram estar incorretos posteriormente.
Kadafi estava foragido desde que as forças do governo interino tomaram o controle da capital líbia, Trípoli, no fim de agosto. O CNT também anunciou a morte de Aboubakr Younès Jaber, ministro da Defesa da era Kadafi.

Foto: AP Ampliar
Imagem de TV mostra combatentes do governo interino da Líbia celebrando vitória em Sirte
Os anúncios das supostas captura ou morte de Kadafi foram dados na TV estatal líbia pouco depois de as forças do governo interino da Líbia terem dito que conseguiram tomar o controle de Sirte, um dos últimos bastiões de seus partidários.
“Sirte foi liberada”, afirmou o coronel Yunus Al Abdali, chefe de operações na parte oriental da cidade. “Os combates continuam porque estamos caçando os partidários de Kadafi, que fugiram.”
Segundo a agência AP, jornalistas assistiram ao ataque final na cidade, que começou por volta das 8h (horário local) e durou cerca de 90 minutos.

Pouco antes, cinco carros lotados de partidários de Kadafi tentaram deixar a cidade, mas foram recebidos com tiros pelas forças do governo interino. Pelo menos 20 teriam morrido.
Depois da batalha, os soldados do CNT começaram a vasculhar casas e prédios em busca de partidários escondidos. Pelo menos 16 homens pró-Kadafi foram capturados, assim como várias armas e munições.
Tiros foram disparados para o alto em celebração à queda de Sirte, que acontece quase dois meses após as forças do CNT terem controlado Trípoli. O CNT tinha afirmado que quando obtivesse o controle de Sirte, seria possível dizer que todo o país estava “livre”.
Não está claro se os partidários de Kadafi que conseguiram escapar tentarão reorganizar a resistência utilizando as armas que o governo do líder deposto teria escondido em áreas remotas do deserto no sul do país.
Com Reuters e AP

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Bancários de São Paulo aprovam fim da greve

Os bancários de São Paulo, Osasco e região aceitaram a proposta feita pela Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal e decidiram encerrar a greve após 21 dias.
A decisão foi tomada em assembleias na noite desta segunda-feira (17), segundo informação da assessoria de imprensa do sindicato. A proposta foi aceita inicialmente pelos funcionários dos bancos privados, seguidos pelos trabalhadores do Banco do Brasil e, depois, da Caixa Econômica.
A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) propôs que os sindicatos de todo o país aceitassem a proposta apresentada na última sexta-feira (14) pela Fenaban.
A maioria das assembleias acontece na noite de hoje em todo o país.

Bancários de Curitiba e região já voltaram ao trabalho

Os bancários de Curitiba e região metropolitana decidiram voltar ao trabalho hoje. Cerca de mil bancários participaram na noite de ontem (16), em Curitiba, da assembleia convocada pelo sindicato da categoria, quando ficou decidido o fim da greve.
Segundo o Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região, as propostas da Fenaban, da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil foram aprovadas por ampla maioria.

Detalhes do acordo

Para o presidente da Contraf, Carlos Cordeiro, o acordo firmado com a Fenaban "foi uma vitória e reforçará as reivindicações de outras classes de trabalhadores, que vão discutir daqui para a frente seus acordos coletivos anuais".
A proposta da Fenaban estabeleceu reajuste de 9% sobre os salários e de 12% sobre o piso da categoria, válido a partir de 1º de setembro.
O valor do piso sobe de R$ 1.250 para R$ 1.400.
Os bancários vão receber da instituição em que trabalham até 2,2 salários por ano, a título de Participação nos Lucros e Resultados (PLR).
Pelo acordo, a categoria conquistou aumento real de 1,5%, e para o piso da categoria, o aumento real foi 4,3%.
Os bancários vão repor os dias de paralisação até 15 de dezembro, o que afastou a possibilidade de desconto dos dias parados.
"Houve ganho político muito relevante, uma vez que o discurso do governo é de que aprovar reajustes acima da inflação e dar ganhos reais, realimentaria a inflação", disse Cordeiro.

Ganhos sociais e de segurança

Além do campo financeiro, ele cita ainda avanços na questão social e no que se refere à segurança. Ficou acertado, por exemplo, que os bancários não vão trabalhar no transporte de valores, o que "porá fim à violência que muitos sofrem, principalmente no interior, com a ocorrência inclusive de casos de mortes".
Ele cita ainda a proibição da divulgação pelos bancos de ranking sobre o desempenho individual de bancários, prática que, segundo o sindicalista, provocava constrangimentos no local de trabalho.
(Com informações da Agência Brasil)

Bancários podem determinar hoje final da greve

Comando Nacional recomenda que os bancários de todo o País votem pelo fim da paralisação que já dura quase 20 dias em todo o País. A categoria conquistou reajuste de 9% (aumento real de 1,5%), além de outros benefícios Depois de 23 dias de paralisação no Ceará e quase 20 no País, a maior greve dos bancários dos últimos 20 anos pode ter um fim hoje. Organizados pelo Comando Nacional dos Bancários, os 100 sindicatos da categoria vão realizar assembleias para decidir se dão fim ao movimento aceitando a proposta dos bancos.
A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) sinalizou que considera positivo o avanço nas negociações e sugeriu que os sindicatos votem a favor do fim da paralisação. Os bancários cearenses estão dispostos a dar fim à greve hoje, segundo o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo Bezerra. A assembleia acontece na na sede do Sindicato dos Bancários, às 19 horas. Pela proposta recebida na última sexta-feira, os bancários receberão reajuste de 9% (aumento real de 1,5%) sobre os salários praticados em 31 de agosto deste ano, com as compensações previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2010/2011. Os benefícios também serão reajustados com o percentual de 9%. A negociação contempla ainda participação nos lucros ou resultados (PLR) de até 15%, além de benefícios relacionados à segurança bancária (fim de transporte de numerários por bancários e monitoramento eletrônico) e combate ao assédio moral, não publicando ranking individual de metas dos trabalhadores. “O Comando recomenda a aprovação da proposta pelas assembleias que serão realizadas pelos sindicatos na segunda-feira (17), em todo o país”, segundo informações publicadas pela Contraf em seu site na internet. Além disso, na avaliação do comando, houve avanço em relação ao aumento real de salário pelo oitavo ano consecutivo, valorização do piso, distribuição de um valor maior de PLR e avanços nas cláusulas de segurança e saúde do trabalhador. A decisão pela continuação ou não da greve será dada em maioria simples (50% + 1) durante votação em assembleia geral. A primeira votação será por contagem visual dos bancários presentes. No entanto, se houver “empate”, a votação será feita por meio de contagem de crachás dos trabalhadores. SERVIÇO Assembleia Geral dos Bancários do Ceará Quando: Hoje, às 19 horas Onde: Sede do Sindicato dos Bancários do Ceará (Rua 24 de Maio, 1.289 - Centro) Outras informações: 3231-4500 e 3252-4266 / www.bancariosce.org.br

sábado, 15 de outubro de 2011

CERIMÔNIA DE ABERTURA DO PAN 2011 EM GUADALAJARA NO MÉXICO


A delegação brasileira, uma das mais aplaudidas durante a cerimônia da abertura do Pan-2011, que será disputado em Guadalajara (MÉX), roubou a cena durante o evento na noite desta sexta-feira. Após sua apresentação no estádio Omnilife, os atletas do Brasil não ficaram sentados e dançavam enquanto as outras delegações continuavam seus desfiles pela arena. Além das danças, os brasileiros ensaiavam a 'ola' e um 'trenzinho' próximos aos espectadores presentes no estádio mexicano. A CERIMÔNIA O tempo em Guadalajara estava agradável e sem chuva. Há dois dias, chovia sem parar na cidade. Os espectadores presentes no estádio Omnilife receberam lanternas que mudavam de cor, antes da cerimônia. Com estes objetos, eles ensaiavam movimentos coreografados com as luzes. Antes dos desfiles das delegações, o cantor mexicano Vicente Fernández abriu a cerimônia com o hino do país-sede dos Jogos. Os atletas de todos os países passaram. Logo após o desfile, a banda mexicana Maná fez sua apresentação. Depois, foi a vez da cantora Eugenia León aparecer no palco central. Então, um show de música, luzes e dança teve início. O governador de Jalisco (estado onde está situada Guadalajara), Emilio Márquez, o presidente da Odepa (Organização Desportiva Pan-Americana), Mario Vásquez, e o presidente mexicano, Felipe Calderón, fizeram seus discursos. Ao contrário de Lula, no Pan-2007, que foi vaiado no Maracanã, Calderón recebeu aplausos do público. A Miss Universo-2010, a mexicana Ximene Navarrete carregou a bandeira da Odepa. O atleta oriundo de Jalisco, Alberto Rodriguez, fez o juramento em nome dos atletas, e a juíza Rosa Maria, para os árbitros que vão mediar as disputas esportivas. Depois de algumas apresentações musicais e muitas queimas de fogos, a pira Pan-Americana foi acesa pela atleta mexicana Paola Espinosa. A cerimônia foi encerrada pelo cantor Alejandro Fernández, filho de Vicente, que abriu o evento. Alejandro cantou a música oficial dos Jogos. Fonte: Folha de São Paulo

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Imponente, palco da festa se cobre antes da abertura do Pan-Americano Com circulação restrita e estrutura do palco coberta, Estádio Omnilife passa por últimos retoques antes de cerimônia desta sexta-feira

Por Gustavo Rotstein Direto de Guadalajara, México

De longe, a estrutura se impõe. Mas de perto, pouco se consegue ver. Parece uma charada, mas até que esse conceito não está muito longe da verdade quando se trata do Omnilife. Na véspera do início dos Jogos Pan-Americanos, o palco da abertura era cercado de mistério. Também por causa da chuva que cai em Guadalajara, houve a preocupação de cobrir ao máximo a estrutura que será usada na festa desta sexta-feira. E isso contribuiu para o clima de segredo que envolve a casa do Chivas.
Estádio Omnilife Pan Guadalajara por dentro (Foto: Gustavo Rotstein/Globoesporte.com) 
Vista do Estádio Omnilife por dentro: todo o cuidado é pouco (Foto: Gustavo Rotstein/Globoesporte.com)

Para controlar a circulação nas redondezas, dezenas de policiais federais mexicanos se dividiram em algumas barreiras. Todos os carros que rondavam o local eram parados e precisavam dizer qual era o destino.
Com capacidade para 45 mil pessoas, o estádio impressiona pela modernidade e pelo conforto que proporciona. De qualquer lugar da arquibancada o torcedor tem uma visão perfeita do que acontece no gramado. Os corredores do Omnilife são grandes e permitem ótima circulação do público. Na manhã desta quinta-feira, o local era tomado por funcionários de limpeza e outros que arrumavam os estandes que onde serão vendidos produtos e alimentos na cerimônica de abertura do Pan.
Estádio Omnilife Pan Guadalajara segurança (Foto: Gustavo Rotstein/Globoesporte.com) 
Sob chuva, policiais fazem a segurança nos arredores (Foto: Gustavo Rotstein/Globoesporte.com)

O campo de grama sintética está coberto por um tablado onde se encontra, no centro, um grande palco redondo. À sua volta foram instaladas centenas de cadeiras. O estádio conta com uma estrutura acima do gramado, na altura de sua cobertura, que certamente será usada na cerimônia. A festa é segredo, mas na última quarta-feira o público pôde ver uma parte do ensaio geral, que testou itens como a iluminação.
Além das festas de abertura e encerramento, o Estádio Omnilife será a sede dos torneios masculino e feminino de futebol dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara.
Estádio Omnilife Pan Guadalajara grades (Foto: Gustavo Rotstein/Globoesporte.com) 
Grades cercam o estádio do Chivas em Guadalajara (Foto: Gustavo Rotstein/Globoesporte.com)

sábado, 8 de outubro de 2011

Oposição comemora permanência do PSB em sua coligação



Faltando pouco menos de um ano pra política começar oficialmente, Correntes viveu dias de expectativas, na última quinta-feira (08/10/2011) último dia de filiação e registro de partidos visando às eleições para prefeito e vereadores de 2012, o que se notava era grande correria no município, muitos correligionários e possíveis candidatos trocaram ou se filiaram a algum partido, horas antes do término do prazo estipulado pelo Tribunal Eleitoral, algumas pessoas levantavam a hipótese da oposição perder o Partido Socialista Brasileiro (PSB), o que não se confirmou, por volta das 19h45minh a oposição comemorou com fogos e rojões no Bairro da Bahia a manutenção do referido partido em sua coligação, segundo informações os partidos que irão formar a base da oposição serão: PSB, PSDB, PC do B e PDT, uma vez terminado o prazo de filiações, começa agora nos bastidores as articulações e negociações visando essas eleições.

Nossa equipe está em contato com os acessores do Prefeito Júnior Lúcio, em instante mais informações e a lista dos partidos que irão compor a base aliada do governo municipal.

Por: Miltinho Magalhães / Canal Correntes

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Grupo de Maracatu Estrela Nascente de Correntes-PE é destaque na TV ASA BRANCA

Grupo de Maracatu realiza importante trabalho social no Agreste

CLIC AQUI PARA ASSISTIR AO VÍDEO DIRETO NO PORTAL +AB 

 

As ações são valorizadas pelos moradores do município, e até já receberam reconhecimento por meio de premiações

Um grupo de maracatu de Correntes, no Agreste, vem desenvolvendo um importante trabalho social e de resgate da cultura popular. As ações são valorizadas pelos moradores do município, e até já receberam reconhecimento por meio de premiações.

MAIS ACESSADAS

Web Radio Portalcorrentes